Escolha uma Página
Declaração de Marcia Tiburi

Votar é um ato democrático complexo demais. O que leva a digitar um número é um processo movido ora por paixão, ora por pragmatismo. Mas não só. No ideal, é a escolha de cada um, seu desejo, seu compromisso que se afirmam nas urnas. Na real, é a responsabilidade ou a falta dela que aparecem em
momentos de pleito. O voto é sempre uma afirmação, uma confirmação, uma adesão pessoal que pode mudar os rumos de um estado ou país ou pode manter o que já conhecemos.

Vivemos até agora em uma democracia bastante rala. O Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras errou e acertou em diversos momentos ajudando a colocar água no feijão da democracia. Tornou-se ao longo dos anos o partido mais querido do Brasil no esforço de criar uma sociedade com menos
desigualdade. Retrato vivo do Brasil, o PT se afirma como alternativa por sua escolha pelos mais pobres e necessitados. É um partido profundamente marcado pelos melhores valores cristãos, e pelos melhores valores de todas as religiões. O PT é ecumênico de um ponto de vista religioso, é diverso do ponto de vista dos gêneros, ao mesmo tempo que uma miríade imensa de esquerdas se une nele. É um partido complexo como o Brasil e sua gente.

Na encruzilhada histórica em que o Brasil está, o PT é mais uma vez o centro da disputa. A disputa em que a cabeça do povo está a prêmio. Lula está preso, em uma ação infinita do judiciário contra a justiça e contra o povo. Preso por ter ele mesmo se convertido em uma ideia. A vítima desperta o desejo de proscrição da mentalidade morbidamente autoritária e ele seguirá preso enquanto os juízes fascistas estiverem no poder político do Brasil. Bolsonaro é um candidato da moda que nasce dos piores afetos movidos por poderosos de todas as instituições. Fascismo é o nome desse autoritarismo sem limites marcado pela ignorância, pela estupidez, pela irreflexão crônica e pela maldade cada vez mais explícita em atos e falas.

O petismo tinha liberado uma energia no Brasil, um profundo amor próprio, uma compaixão de si e do outro, um autorreconhecimento e uma relação melhor com a alteridade. O PT ajudou as pessoas a encararem sua condição de classe e libertou muita gente da miséria material. Vejo esses sentimentos relacionados à gratidão, à solidariedade e à fraternidade nas ruas sempre expresso pelos mais pobres ou por aqueles que
são capazes de reconhecer o que se fez pelo Brasil. A miséria espiritual cresce no Brasil abandonado. O fascismo avança vazio como uma simples moda. A moda perversa da destruição e da morte. A classe
média se regozija nela para imitar a classe dominante e esconder sua vergonha de ser quem se é que foi fomentada pela televisão, esse mecanismo de manipulação dos afetos negativos, tais como a inveja e o ressentimento. Justamente aquilo que o PT se esforça por ultrapassar.

Nessa encruzilhada histórica é que devemos retomar o Brasil. A alternativa é deixá-lo perecer nas mãos daqueles que entregam nosso país aos colonizadores internos, capachos dos colonizadores internacionais.
Retomar o Brasil não depende apenas das eleições, depende de um processo que precisamos levar a sério, aquele que envolve a nossa inteligência e a sensibilidade mais iluminada contra a barbárie. Mover todas as nossas forças contra isso pode acabar sendo pouco, mas é o que deve ser feito. Votar nesse contexto de catástrofe não pode ser rebaixado a um detalhe, nem uma paixão, nem um simples pragmatismo.

É preciso votar contra o fascismo.

Doe para a campanha

Sabe aquelas campanhas que trazem a oportunidade de mudar? Sabe aquelas candidaturas inesperadas, que dão a chance de enfrentar os problemas com coragem e alegria? Assim é a candidatura de Marcia Tiburi. Estamos reunindo esforços, todo dia, para que Marcia esteja perto das pessoas e das comunidades, para que possa se apresentar e conversar com a população do Rio de Janeiro. Um trabalho sério e verdadeiro, com uma equipe engajada. Sabemos que a maneira de fazer política deve também mudar. Essa candidatura entra de cabeça na transparência e na verdade. Abrimos nosso financiamento coletivo de campanha para quem quiser e puder doar uma quantia pequena, média ou grande, e fazer parte atuante desse processo. A campanha Marcia Tiburi é para aqueles que sabem que estamos diante de uma oportunidade de resgate do Rio de Janeiro.
Marcia Governadora é você no governo.

Outro valor:
Share This